LIVROS


CHUVA TROPICAL (WINNER TAKE ALL)

CHUVA DE OUTONO (A CLEAN KILL IN TOKYO)
CHUVA FORTE (A LONELY RESURRECTION)
CHUVA TROPICAL (WINNER TAKE ALL)

Winner Take All Chuva tropical é o nome do mais novo livro de Barry Eisler, o terceiro sobre a saga do matador profissional John Rain, personagem festejado pela crítica especializada que levou seu criador à lista dos mais vendidos. Dessa vez, o Rio de Janeiro ganha destaque na trama: parte da história é ambientada no balneário, para onde o assassino resolve se mudar a fim de ficar longe da mira de seus inimigos e de ter, enfim, um pouco de paz.

O escritor esteve no Rio em 2003, a fim de se familiarizar com um dos cenários escolhidos para Chuva tropical. Na obra, o matador resolve se instalar na Barra da Tijuca, já que a alta rotatividade de moradores típica do bairro dificulta a identificação de seus habitantes. Além dessa região, Barry Eisler explora outros pontos da cidade: a Lapa, a Lagoa Rodrigo de Freitas e Ipanema são alguns deles. O Cristo Redentor, a tradicional Confeitaria Colombo, no centro da cidade, e o contemporâneo bar Rio Scenarium, na Lapa, também são citados no livro, assim como a família Gracie e suas academias de jiu-jitsu. Amigo do clã de lutadores, o autor teve um bom motivo para incluí-lo no livro: a viagem ao Rio também serviu para que Barry Eisler pudesse aprimorar seus conhecimentos - e conseqüentemente, os conhecimentos do personagem principal de seu livro - na arte marcial ensinada com maestria pelos Gracie.

No terceiro volume protagonizado por John Rain - filho de uma americana com um japonês, ex-funcionário da CIA e ex-combatente no Vietnã, no Afeganistão e em Beirute -, o matador resolve realizar o antigo sonho de se aposentar e de morar no Brasil. Só que a facilidade para fazer com que seus crimes pareçam casos de morte natural e de passar despercebido na Ásia por conta de seus traços japoneses - acentuados ainda mais depois de uma cirurgia plástica - não deixam que seu trabalho seja esquecido facilmente. É o que acontece quando, depois de quase um ano no Rio de Janeiro, John Rain é localizado e requisitado novamente pela CIA para fazer um último trabalho. A tarefa é acabar com um traficante de armas, um especialista em ações no Sudeste Asiático. John Rain sai, então, do confortável cenário carioca para enfrentar seu desafio em terras bem menos amigáveis. Macau e Hong Kong são alguns de seus destinos, com mistérios e emoções de sobra para enriquecer ainda mais a trama.

Retornar para a página de Edição Internacional